quinta-feira, 27 de agosto de 2009

sobre blogs

Esses dias eu tava caminhando na Unicamp e pensando nesse blog. É possível que daqui a cem anos ele ainda esteja aqui, com todos os textos e fotos, pra qualquer um que queira ver. E isso é muito doido. Como é que cabe tanta coisa assim na internet?! (puta perguntinha de velho, não?)

Bem, o mais divertido é pensar que meu filhos, se quiserem, poderão ler esse blog, e vão saber muita coisa sobre o pai, muitíssimo mais coisas do que sei dos meus. Isso é bem legal. Mas ainda acho o blog muito frágil, afinal, posso reescrever qualquer texto a qualquer momento. Sem falar da questão da caligrafia, que e algo que sinto muita falta. Essa padronização da escrita através do teclado me desagrada bastante. Sinto alguma falta de receber cartas e ver a caligrafia da pessoa que está escrevendo.

Mas no geral, o blog é um negócio bem legal.

2 comentários:

-Rol disse...

Eu entendo essa questão. Tem muita coisa no meu trabalho que também não faz sentido. Eu um sistema de computador que está fisicamente em uma cidadezinha chamada Poughkeepsie, NY, que é cuidado por pessoas da Índia, USA, Canada, e principalmente Brasil. E eu posso deixa-lo fora do ar em 5 segundos. Nao é o maximo?

Luiza disse...

Eu também acho uma loucura tudo isso...

E essa questão da caligrafia é muito bizarra. Eu até hoje não sei como é a letra de um ex meu!

Modernidades...